Regulador de velocidade para mini drill – Simples placa PWM

Nem sempre desejamos fazer com que os pequenos motores elétricos funcionem na sua rotação máxima. Pois ao controlar sua ‘velocidade’ (rotação), podemos usar esses motores em diferentes aplicações. Como exemplo, cito o caso de uma mini drill. Essa pequena furadeira é muito usada para trabalhos leves. Ela não tem um alto torque e por isso se você precisa de um trabalho pesado aconselho utilizar uma Dremel ou similares. Porém, para trabalhos pequenos e bem delicados a mini drill é perfeita. E ela pode ficar melhor ainda com a adição de um controle de velocidade de sua rotação.

A mini drill funciona com uma tensão de 12 Volts, mas é claro que se você ligar em 9 Volts ela vai funcionar, porém em uma velocidade mais fraca. Essa é a ideia. Ou seja, com o uso de uma pequena placa PWM (modulação por largura de pulso) é possível ajustar ao seu gosto a rotação da mini drill e assim ajudar nos mais diferentes trabalhos.

Você pode construir um circuito bem simples para esse propósito, ou até mesmo comprar um pronto. No Mercado Livre você encontra diversos vendedores comercializando esse tipo de plaquinha. Além disso, estamos falando de algo extremamente barato. A ligação dessa placa a mini drill é algo também simples e você vai conseguir fazer sem maiores dificuldades. Até porque ao comprar uma dessas no Mercado Livre ela vem com um pequeno manual que informa como a mesma deve ser ligada.

E só lembrando. Essa mesma placa PWM pode servir para outros projetos e não somente esse aqui. Portanto, outros motores de corrente contínua (CC) podem ser ligados a ela.
Eu preparei um vídeo onde falo em mais detalhes sobre essa placa PWM e sua ligação. Veja aí e depois me conta o que achou.

Dica fácil – Como construir um leme para nautimodelo com piezo

O leme é o componente responsável por dar a direção do nautimodelo. Diferentes são os materiais possíveis de serem usados nessa fabricação. Porém a maior parte das pessoas utiliza o latão. Ele é muito usado, pois trata-se de um material que aceita facilmente a solda de um simples ferro de soldar. Ou seja, para trabalhar com esse material você não precisa de um mega soldador elétrico. Com um ferro de 30 Watts o trabalho já é realizado.
Mas é claro que se você possui um ferro de soldar de 50 ou 100 Watts será melhor nesse tipo de função. Afinal a soldagem ficará melhor.

Se preferir pode usar também pasta de solda para que todo o processo de união das peças fique melhor. A minha dica para conseguir facilmente uma peça de latão é através do uso de cápsulas de piezo. Esses pequenos alto-falantes são feitos de latão e por isso a soldagem neles ocorre facilmente. Mas é claro que você pode também utilizar um tipo de cola para prender o leme. É sempre importante você arrumar boas estratégias para unir bem essa peça.

Ela sobre muita força no seu uso durante o atrito na água. Eu mesmo já passei por uma experiência ruim com leme. Estava navegando com minha lancha quando percebi que ela não respondia aos comandos do leme. Ela navegava normalmente, mas sem leme. Já imaginava o que teria acontecido. Quando consegui tirar ela da água, pude realmente constatar meu pressentimento. O leme havia se soltado. Dependendo da situação em que você se encontre a perda do leme pode levar a perda do modelo. Então fique ligado!

Reparem no barco que solta até fumaça pela chaminé – Nautimodelos lago Vila do Pan – RJ

Muitas vezes desejamos simular a fumaça saindo pela chaminé de uma locomotiva, navio ou mesmo pelo cano de descarga de um carrinho. Existem várias formas de resolver esse problema. A mais comum que você encontra aplicada em grande parte dos projetos envolve o uso de glicerina. Ou seja, aquece-se a glicerina e a mesma gera fumaça. Esse método é o mesmo utilizado para fazer fumaça nas festas e shows. Para o aquecimento é comum o uso de uma pequena resistência. Normalmente é utilizado fio de nicromo para essa função.

O fio de nicromo possui uma resistência razoável, a ponto de quando ser submetido pela circulação de corrente aquecer. Só como curiosidade nicromo vem de níquel e cromo. Ou seja, é uma liga criada pelo homem e não um material encontrado na natureza dessa forma. Essa liga também é utilizada para cortar isopor por meio do aquecimento. Assim, ao comprar um cortador de isopor industrializado é comum se deparar com esse elemento sendo usado como o responsável pelo aquecimento para cortar o isopor.

Você pode encontrar fios de nicromo de diferentes espessuras. Uma dica é procurar no Mercado Livre. Eu mesmo já comprei vários metros desse fio com vendedores presentes nessa plataforma. Mas se você não desejar utilizar o fio de nicromo para aquecer a glicerina para fazer fumaça, saiba que existe uma outra forma para chegar a um resultado semelhante. A dica que deixo aqui é por meio de um processo de nebulização da água. Sim, um processo muito semelhante àquela máquina de fazer nebulização para a respiração.

Mas fique sabendo que não é preciso comprar uma máquina dessas. Você encontra a venda no mercado dispositivos para serem usados em pequenas fontes de água utilizados em casa. Sim, em algumas dessas fontes é possível instalar um pequeno dispositivo que faz a nebulização da água. Uma coisa bem bacana desse pequeno aparelho é que funciona com 24 Volts. Ou seja, com duas baterias LIPO 3S ligadas em série é possível alimentar ele.
Por fim, basta instalar ele em um pequeno recipiente com água e colocar uma pequena ventoinha para movimentar as pequenas gotículas de água para fora desse recipiente. A ventoinha pode ser alimentada com uma célula 3S, pois a maioria delas funciona com uma tensão de 12 Volts.

Para que você entenda melhor, eu fiz um vídeo mostrando esse aparelho em detalhes e também o seu funcionamento. Assiste aí.