Você também pode montar seu controle remoto

Aqui disponho para vocês uma ideia bem legal que envolveu a montagem de um barco, assim como o controle remoto. Sempre me interessei por eletrônica desde pequeno. O meu primeiro contato com componentes eletrônicos foi exatamente para montar um rádio controle. Vi uma revista de eletrônica cuja capa era algo assim: Monte um Controle Remoto Infravermelho. A revista em questão era a Saber Eletrônica. E eu não tinha nem ideia do que era infravermelho, mas resolvi comprar a revista e montar o controle.

Próximo de casa existiam duas lojas de eletrônica. Fui na maior delas para comprar os componentes e para minha surpresa não tinham vários deles. Com os poucos componentes que comprei fui iniciar a montagem onde soldei um componente diretamente ao outro, sem saber que isso existia e chama-se “aranha”. Bom, o circuito nunca foi terminado de fato.

Mas o mundo da eletrônica se abriu e a partir dali pude conhecer algumas das publicações mensais que eram vendidas nas bancas de jornais e aprender mais sobre o assunto.
Mas não havia desistido de montar um controle remoto. A ideia inicial era para instalar em um carrinho que estava montando, mas tempos depois fiquei maravilhado com os barcos. Eu tinha comprado de um colega um barco semi pronto todo montado em balsa. Então agora a ideia era motorizar o barco com meu novo controle remoto.

Sobre o circuito, montei uma série deles. Vários não funcionaram. Mas por falta de experiência assim como instrumentos de bancada adequados para fazer os ajustes, como frequencímetro por exemplo.
Depois que consegui montar alguns e ver o seu princípio, vi que poderia aumentar mais ainda o alcance do controle remoto caso o receptor fosse mais sensível. Foi quando uma ideia encontrada em alguma revista de eletrônica me fez partir para esse caminho. Ou seja, utilizar um pequeno rádio FM como parte do receptor do controle remoto. Com isso, o alcance ficou muito maior e lembro bem quando o adaptei a uma pequena lancha de plástico.

Esse barco, assim como o rádio controle, ainda tenho e guardo com carinho. Afinal, eu montei tantas coisas quando pequeno, mas a maioria delas se perderam com o passar dos anos. Outras eu mesmo desmontava para usar partes e componentes em uma outra montagem.

O barco possui dois motores com hélices separadas. Dessa forma é possível navegar em qualquer direção. O controle remoto é muito simples e faz parte do que chamamos de controle remoto monocanal. O casco foi comprado na antiga loja chamada Hobbylandia aqui no Rio de Janeiro. Além desse barco tenho algumas outras coisas adquiridas nessa loja.

Nesse vídeo abaixo vocês podem ver que o barquinho ainda funciona adequadamente, o que é muito legal.

Cada elemento químico, uma cor diferente

Cada elemento químico encontrado na natureza possui uma cor. Porém, nem todos apresentam essa cor em seu estado natural. Eles precisam sofre algum tipo de ação para que os elétrons possam ir para camadas mais externas liberando energia. Essa energia pode ser visualizada em forma de luz.

O Neon (Ne)

Por exemplo, os famosos tubos de vidro de Neon. Na verdade nem todos tem o gás Neon em seu interior. Somente os que acendem com coloração vermelha é que são construídos com o uso desse gás.

Neon

O Nitrogênio (N)

Com o passar dos anos passou-se a utilizar em fachadas um outro gás bem mais barato e abundante. A maior parte dos chamados tubos de Neon de hoje em dia, tem em seu interior ar. Na verdade ar à baixa pressão para poder acontecer a ionização do gás no interior. Como 78% do ar que respiramos é composto de Nitrogênio a sua coloração é azul. Assim o gás é muito mais barato, na verdade é de graça. Para gerar diferentes cores pinta-se o interior do tubo de vidro. Lembrando que se pintar o interior do vidro de rosa não vai acender rosa e sim, amarelo. Isso porque será uma mistura de rosa (pintura) e azul do Nitrogênio.

Nitrogênio

O Chumbo (Pb)

O Chumbo quando ionizado nos tubos de vidro gera uma luz de cor rosa.

Chumbo

O Sódio (Na)

Já o Sódio gera uma colocação amarela.

Sódio

Você talvez já tenha ouvido falar de lâmpadas de Sódio. Essas lâmpadas quando acesas geram uma cor bem amarelada. São muito comuns iluminando as ruas das cidades e túneis. Também são chamadas de vapor de Sódio.

Iluminação com lâmpadas de Sódio
Iluminação com lâmpadas de Sódio

No vídeo abaixo, sal de cozinha foi jogado sobre a chama acesa do fogão. Imediatamente o fogo ganha um tom amarelado.

Na verdade o sal de cozinha é NaCl, ou seja, Cloreto de Sódio. Assim sendo, não é composto unicamente por Sódio. Porém para vermos a experiência acontecer é mais que suficiente. Os elétrons nesse caso passam para camadas mais externa com a ação do calor do fogo e liberam energia em forma de luz. Nesse caso a coloração amarela conforme já explicado.

O Sódio isoladamente é um elemento químico bem perigoso, pois no ar ele pega fogo e na água explode.

Observação: As cores acima mostradas são uma representação. Os elementos químicos citados não possuem exatamente essas cores. Até porque isso seria bem difícil de mostrar visto que cada monitor de computador pode gerar resultados diferentes até mesmo pelo ajuste de luminosidade.