Eletrônica

Não sei como explicar, mas a eletrônica é algo pelo qual me apaixonei desde pequeno. Com menos de 10 anos já desmontava os carrinhos para usar os motores em outras invenções. Eu acabava no final das contas fazendo meus próprios carrinhos à pilha. Eu os acionava com um controle remoto por fio e ficava andando atrás deles. Até que um dia decidi que precisava fazer um rádio controle sem fio. Passei em frente à uma banca de jornal e vi uma revista de eletrônica, onde na capa tinha algo falando de um controle remoto infravermelho. Àquela altura eu nem tinha ideia do que era aqui. Enfim, comprei a revista e me ficou encantado com os componentes eletrônicos.

Daí segui estudando por conta própria e fazendo curso por correspondência (Isso é velho, hein). Fiz inclusive projetos que mandei para uma revista que publicava projetos dos leitores. E não é que ele foi publicado. Foi publicado um bom tempo depois de ter enviado, mas foi. Veja aí abaixo o artigo.

Nessa época meu encanto pela eletrônica me levou a fundar um clube de eletrônica. Eu tinha 13 anos quando, fundei o clube Eléctron. Tinha até carteira para os sócios. Enfim, me correspondia via cartas com gente de vários locais do Brasil.

Para não verem minha letra de criança eu usava uma máquina de escrever que tínhamos em casa. Até hoje eu fico pensando nisso. Será que eles sabiam que estavam conversando com uma criança via cartas? O clubinho tinha até termo e regras, veja aí.

E eu me sentia como? Como Presidente. eheheheh. Afinal eu era o presidente do clubinho Eléctron. E não só eu achava isso, mas também aqueles os quais se correspondiam comigo (Nessa carta de 1990 eu tinha 14 anos de idade).

Um belo dia meus avós decidiram fazer uma obra na casa que eles moravam. Na parte debaixo sobrou um espaço já com a laje pronta. Eu falei vó e vô, eu quero fazer aqui meu laboratório de eletrônica. Ah, dito e feito. Eles abraçaram a ideia e eu fui montando a coisa toda por dentro. Esse sou eu, já colecionando certificados de cursos na área da eletrônica. Essa foto foi tirada dentro desse meu laboratório (Essa foto foi tirada quando eu tinha 16 anos).

Ao longo desses anos iniciais da eletrônica na minha vida, vários projetos foram sendo desenvolvidos. Lembro que um determinado período eu foquei muito em alarmes. Seja para carro ou residências. Eu pensava no alarme que montaria para o meu carro, quando eu pudesse dirigir. Como eu guardei muitas coisas desse longo período eu tenho algumas imagens para compartilhar. Veja só o projeto de um alarme.

Esse aqui é bem interessante. A pequena TV de 14 polegadas do meu quarto não tinha controle remoto. Nem mesmo para desligar ela quando eu quisesse dormir. Então eu fiz um circuito o qual podia ligar e desligar a TV mas utilizando uma lanterna de luz como o transmissor desse sinal. Funcionou uma beleza. Veja aí o esboço.

Muitos projetos seguiram e afinal isso aqui não é um livro. eheheh. Mas um que merece destaque foi o ensino de eletrônica para músicos interessados em construir seus próprios equipamentos. Na imagem a seguir pode-se ver o folder que preparei para o marketing.

Esse curso de eletrônica ainda é ministrado até hoje. Além disso, ele me trouxe outros benefícios. Durante meu mestrado buscamos tratar da questão do DIY nessa área da música. Como consequência também foram escritos artigos acadêmicos nesse tema.

A maior parte das minhas postagens sobre eletrônica estão no site www.cursobaroni.com.br. Mas se quer ver algumas postagens minhas sobre eletrônica aqui nesse site, então clique aqui abaixo:

http://www.alexbaroni.com.br/eletrica