Caixa de campo. Você nunca viu nada parecido com essa aqui – aeromodelismo e modelismo em geral

Desde criança acompanho aeromodelismo. Bem verdade que nesse período eu não tinha dinheiro e só podia acompanhar através das revistas especializadas no assunto. Tinha uma coisa que sempre me atraía a atenção, que eram as famosas caixas de campo. Pois bem, assim que me iniciei no aeromodelismo (depois de grande), antes de fazer meu primeiro voo de aeromodelo já tinha tratado de comprar uma caixa de campo. Optei por comprar uma caixa de madeira cortada a laser. Hoje em dia é fácil adquirir essas caixas através da internet. Os cortes são perfeitos e basta montar tudo. Cola não mão e vamos lá.

Pronto! Terminada a montagem achei que ainda eram necessárias algumas coisinhas. Enfim, como bom inventor achei que ela merecia alguns apetrechos úteis no dia a dia do campo durante os voos.
A caixa que optei por comprar já tinha uma área disponível para a instalação de um painel. Esses painéis são comuns para quem voa de glow (combustão). Lá pode-se encontrar por exemplo o aquecedor de velas. Também é comum ter saídas de 12 Volts para dar a partida no motor. Mas eu não voo glow e ainda assim inventei várias coisas que hoje fazem parte de uma caixa de campo única.

Eu vou dividir as explicações em quatro seções. Isso se deve a ser a separação entre as quatro diferentes faces da mesma, onde em cada uma delas fiz a instalação de um ou vários equipamentos. Vamos por partes.
Olhando a caixa de frente (onde estão os gaveteiros), fiz um cantinho onde temos a parte do carregador de células (baterias) LIPO. Nessa parte instalei um monitor de tensão e corrente da rede elétrica e uma chave geral. Ao ligar a chave alimento uma fonte chaveada de 30A que está instalada também na caixa, mas em uma outra lateral da mesma. Após a tensão sair da fonte já em 12 Volts, passo por um mostrador DC digital. Esse mostrador informa não somente a tensão, mas também o consumo de corrente do circuito. Essa tensão é entregue em dois bornes onde ligo o carregador de baterias LIPO. Ainda nessa face, montei também um reostato eletrônico com potenciômetro para ligar a mini drill. Dessa forma posso ajustar a velocidade da mesma para um melhor uso. Ah, não disse ainda, mas dentro da caixa de campo instalei uma bateria de 12V x 7A.

Em uma outra face da caixa montei um painel eletrônico com vários instrumentos de medição elétrica.

Na última face, que é a traseira da caixa, instalei todo o equipamento de FPV. Ali montei um grande painel com o mesmo desenho da caixa de campo e coloquei os seguintes equipamentos:
– Receptor FPV
– Monitor de vídeo FPV
– Gravador em cartão de memória
– Amplificador de som com controle de volume
– Entrada para duas baterias LIPO
– Banco de capacitores e chaveamento para trocar as LIPOs durante o uso, sem afetar o funcionamento de nada.
– Chaves liga/desliga individuais para cada um equipamentos.
– As chaves acionam LEDs bicolores. Ou seja, quando o equipamento está desligado o LED é vermelho e ao ligar o LED fica verde.

Ah, só uma coisa. Embora seja uma caixa para aeromodelismo não uso somente para essa finalidade. A verdade é que a caixa ficou muito completa, sendo uma bela maleta de ferramentas em geral. Dessa forma, a levo também para o nautimodelismo e automodelismo.
Enfim, acho que no vídeo abaixo vai ficar mais claro ainda todos os detalhes. Dá uma assistida e depois posta seu comentário lá no YouTube.

Você também vai gostar de ver:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *