Você pode não conhecer ele. Mas ele deve estar na sua casa!

As modernas parafusadeiras possuem um grande torque que em alguns modelos pode até ser ajustado no mandril. Esse torque advém da caixa de redução que a mesma possui, onde engrenagens transformam velocidade em força. Normalmente elas funcionam com uma tensão de 12 Volts e consomem uma corrente que pode beirar os 5A com carga. Mas nem tudo é papel somente de engrenagens. A verdade é que sem um motor forte nada disso seria possível. Dentro de algumas delas encontramos o famoso motor escovado chamado 550.
Na construção do meu rebocador, fiz uso do famoso desse motor – 550. Posso dizer por experiência própria, que se trata de um motor que consegue deslocar muito bem um barco grande com mais de 1 metro de comprimento. Esse meu rebocador chamado Yarra foi construído com quase 1,20 metros de comprimento. Por hora, tá dando conta do recado nos testes já realizados.
Uma outra coisa importante no uso desse motor – 550 – é sobre o consumo de corrente. Sob carga ele chega a altas correntes e por isso é necessária uma boa bateria para suportar a descarga. No meu caso utilizei o motor ligado diretamente à hélice, mas você pode adaptar engrenagens ou polias. Se assim fizer esteja preparado para ter uma menor rotação do motor, mas em compensação ganhará muita força.
Um outro ponto é que o motor pode esquentar muito em funcionamento. Aconselho colocar uma ventoinha sobre ele, dessa forma ajudará a diminuir a temperatura. Pois caso ela aumente muito pode levar a queima do mesmo. Afinal os enrolamentos dele são feitos por fios esmaltados. Esses fios possuem uma camada que o protege. Porém com o calor essa camada fica comprometida e por isso ele pode parar de funcionar. Se o calor for intenso demais pode até fazer com que os imãs permanentes percam o seu magnetismo.
Com relação à tensão, já mencionei que a alimentação dele é de 12 Volts. Porém caso precise é possível alimentar com uma tensão menor, onde o mesmo irá girar em velocidade menor de forma proporcional.
Assista no vídeo abaixo uma explanação maior sobre o 550 além do fato de ver o mesmo dentro de uma parafusadeira.

Você também vai gostar de ver:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *