Música

Música é algo muito presente na minha vida. Iniciei o aprendizado por meio do violão, o qual meu pai me ensinou os primeiros acordes. Ao longo do tempo procurei aperfeiçoar e aprender outros instrumentos. Há muitos anos fui aos poucos comprando equipamentos para poder gravar em minha casa, o chamado homestudio. Abaixo deixo uma imagem de como está está atualmente.

Como disse essa relação minha com a música é tão antiga que quando criança pensava até em ser músico. Eu fazia alguns show para os familiares com apenas 12 anos de idade. Olha aí a imagem dos ingressos que eu fabricava.

Na busca de aprofundar meus conhecimentos de música, busquei em vários momentos me focar no processo de composição. Desde a progressão de acordes até a parte da estrutura da letra. Foi então que decidi escrever um livro sobre esse tema. O livro está disponível na Amazon e por várias vezes ele foi o primeiro colocado em vendas na seção ‘Música’.

Esse mesmo livro sobre composição ainda possui uma versão em inglês. O conteúdo é o mesmo, só fiz pequenas adaptações. O livro em inglês também está disponível na Amazon para a compra.

Abaixo está uma das minhas letras. A mesma foi gravada por mim no ano de 2014 no meu homestudio, onde toquei guitarra, violão, baixo e cantei. Embora cantar seja algo que faço muito mal.

Se translações estão a ocorrer.

Então as horas estão a favor.

Não importa se a ampulheta perder.

Eles acham que tem valor, que tem valor, que tem valor.

Não são dois, nem quatro, nem cinco.

Já são quase trinta mil.

Já deu nosso tempo passou.

Tá na hora, partiu por favor.

No dia a dia não tem poder.

Medalha de bronze seria louvor.

Se soubesse poderia fazer.

Mas não faz, não tem caô, não tem caô, não tem.

Não são dois, nem quatro, nem cinco.

Já são quase trinta mil.

Já deu nosso tempo passou.

Tá na hora partiu por favor.

Não faz, deixa correr.

Quando explodir, vê o que for.

Sonhos não vai perder.

Às dezoito, tudo acabou, tudo acabou. Acabou!